5 de janeiro de 2010

Pedais de Efeitos :: Analógico Vs. Digital

Bom Dia Pessoal!!!
Bom, hoje falaremos sobre pedais de efeitos, digitais e analógicos, vantagens de um, desvantagens de outro, exemplificando bem a funcionalidade de cada um e o que mais convém adquirir.


Como esse tipo de coisa é algo muito relativo, e particular de cada guitarrista não vou deixar a coisa como certa ou errada apenas vou dissertar a respeito de ambos, exemplificando seus conceitos e comportamentos quando plugados em uma guitarra.


Primeiramente seria interessante entender como funciona cada um, a pedaleira, é um multi-efeitos digital que dentro de seu sistema vem com diversos tipos de efeitos gravados, dando a possibilidade do guitarrista poder editar esses efeitos, deixando o seu timbre mais customizado.
Por sua vez o pedal analógico, trás em cada pedal um único efeito, exemplo: pedal de chorus, efeito de chorus, pedal de wah wah, efeito de wah wah, ele não tem toda essa diversidade que a pedaleira tem, por isso muito comum vermos guitarristas ligando em série dezenas de pedais.


Agora que vocês já entenderam como funcionam, vamos então ao modo prático de cada um... é claro que a pedaleira é muito mais prática pois, você não precisa ligar dezenas de pedais para ter todos os efeitos que deseja, você perde menos sinal, economiza cabos, economiza dinheiro e paciência...PORÉM!!! uma coisa que sempre digo aos meus alunos...se você usa um multi-efeito digital, seu timbre será digital...e timbre digital é timbre de computador e não de guitarra!!! sim meus caros... a coisa funciona mais ou menos dessa maneira, as pedaleiras, por possuírem um mecanismo digital, proporcionam, obviamente um timbre com uma característica bem digital, desfigurando um pouco o verdadeiro timbre de guitarra.


Hoje em dia com a tecnologia super mega ultra avançada, algumas pedaleiras conseguem até exibir um bom timbre, mas mesmo assim fica muito longe de um real timbre de um Marshall JCM 800 por exemplo, aliás pra mim isso é uma coisa que jamais irá acontecer, mesmo com toda essa tecnologia acredito que seja impossível uma pedaleira, ou até mesmo um pedal conseguir chegar no timbre de um Marshall JCM 800 e de muitos outros modelos de amplis...


Por isso é bom estar sempre atento e testar o equipamento antes de comprar, para que o pedal de efeito não se transforme em um pedal de defeito!!! Hehehe!!!


Agora em relação aos pedais analógicos a coisa é mais simpática, porém mais complicada, me agrada muito os efeitos analógicos, acredito que o timbre é mais fiel ao som verdadeiro de uma guitarra, porém eles são pedais únicos, o que implica no que falamos anteriormente que é a ligação em série de vários pedais, está aí o maior problema desse tipo de efeito, você terá um pouco de dor de cabeça com cabos e mais cabos passando entre os pedais, você também perderá mais sinal, pois a conectividade é mais longa, e terá mais pontos de conexão, fazendo com que o seu sinal 'vaze' entre essas ligações, e recomendo para esse tipo de set muita paciência, por que montar tudo, pedal por pedal, depois desmontar tudo, guardá-los, para em uma outra ocasião, armar todo esse barraco de novo não é mole...haja paciência!!! Sei lá talvez terapia ajude!!! Hehehe!!!
Uma coisa que facilita para quem curte os analógicos são os pedal boards, que é uma mala, tipo daquelas de políticos corruptos, que você coloca os pedais dentro e não precisa fazer aquele ritual toda vez que você for tocar, minimiza os problemas, mas você ainda terá aquela perda de sinal, digamos não tão significante mais maior que a perda em comparação aos pedais digitais...ossos do ofício, fazer o que né!!!?? É imprescindível que os seus cabos estejam em perfeitas qualidades, para não ocasionar aqueles chiados repugnantes e aumentar a perda de sinal, não tem jeito galera, perda de sinal sempre vai ocorrer, seja em uma simples ligação guitarra>amplificador a perde de sinal sempre ocorre, pois onde há uma ligação haverá a tal maldita perda de sinal, cabe a nós tentar das formas mais cabíveis minimizar essa perda...


Enfim vantagens por vantagens, desvantagens por desvantagens, não existe na minha opinião um melhor que o outro, creio que vai da intenção do guitarrista, acho que ficou nítido nessa resenha que eu sou mais adepto aos analógicos, e sou mesmo, visto a camisa e entro em campo, acredito que no resultado final (timbre explodindo o amplificador afora) o analógico seja sempre superior, pois o timbre é mais característico ao verdadeiro som de uma guitarra, reconheço a praticidade das pedaleiras, mas acredito que o mecanismo digital mascara um pouco aquilo que vai sair do seu ampli, dou muito valor a isso, acho que o timbre é a identificação do guitarrista e algo muito particular de cada um, você ouve Satriani e reconhece o som do cara pelo timbre, a mesma coisa com o Petrucci, Zakk Wylde e muitos outros guitarristas que possuem timbres maravilhosos, então não me interessa os problemas que terei e as gambiarras que farei dentro do circuito, para ter um timbre de qualidade e agradável estou sempre disposto a qualquer coisa, sempre visando aquilo que vai sair do amplificador, há guitarristas que prezam pela praticidade, então acabam preferindo as pedaleiras, como disse não há um certo ou errado, vai das suas intenções e prioridades!!!


Como dizia o mestre Raulzito!!! Faça o que queres a de ser tudo da lei!!!
Huuuuuuuulll!!!


Isso aê galera fim de papo por que já escrevi demais!!!
Abraços a todos!!!






ROCK!!!

2 comentários:

  1. Ótimo texto. Escreveu com objetividade e, melhor ainda, de maneira extrovertida o que fez com que minha leitura se assemelhasse a um diálogo pessoal.

    Parabéns.

    ...Nilton Moraes!

    ResponderExcluir
  2. "Pra mim não tem melhor, mas analógico é melhor."

    ResponderExcluir